quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Antes de votarem, procurem um terapeuta!

Estes dias abri o Facebook e alguém tinha postado uma frese genial: “é preciso amar as pessoas como se não houvesse eleição”. 

Eu sinto que o clima está até melhor que nas eleições passadas, mas ainda longe do ideal. 

Como terapeuta, vivo a cura em meu dia a dia. Não a dos outros - pois quem se curam são eles mesmos, eu só ajudo a liberar as resistências - mas a minha própria. Eu aprendi a ter minha atenção totalmente voltada para dentro, para o que estou sentindo, para encontrar o que está por trás de minhas reações, dificuldades e limitações. Porém isso nem sempre foi assim. Passei um longo período superando meu orgulho e vaidade que me impediam de verdadeiramente me enxergar: inconscientemente, minha aparência e reações ao exterior e aos outros eram mais importantes. 

E principalmente agora nos períodos de eleições, nestes breves momentos quando abro o Facebook, vejo o quanto esta postura de interiorização poderia fazer bem para todos. Os discursos dos que postam e defendem um político ou outro são completamente baseados em feridas. Feridas internas não resolvidas. Tudo vem com uma baixíssima vibração de ódio, mágoas, vitimismo e rejeições. 

Dizer que a culpa é dos políticos não é uma justificativa madura. O caminho para assumir as rédeas da própria vida e mudar o mundo começa assumindo a responsabilidade pelos próprios pensamentos em primeiro lugar. Parar de usar o externo como referência para o interno. 

Dessa forma, criar um mundo melhor começa dentro de si, com o perfeito alinhamento entre pensamento, palavra e ação. E assim, todas as criações dependem da origem destes pensamentos, palavras e ações. Se são oriundos de feridas e reações raivosas ao que vem de fora, como será este mundo que estamos ajudando a construir? 

O Lula é um excelente exemplo de um mundo que não funciona, pois foi eleito puramente pelo ódio e vitimismo. A instigação do ódio entre as classes, da separação e do desempoderamento do ser humano usados como ferramentas de manipulação e eterna alienação. A vibração dos discursos petistas é de raiva e vingança, é a de quem atribui aos outros a responsabilidade por si, de quem deseja o mal ao outro porque escolhe ver a vida do ponto de vista da própria incapacidade, da ausência de autoestima, do sofrimento e da escassez. Para o ser perverso e inescrupuloso, é fácil manipular as pessoas que vivem nestas condições. Não é de se estranhar então que sua atitude quando no poder fosse de total desforra. Esbaldar-se em uísque 21 anos comprado com o dinheiro público e muitos outros luxos às custas de quem paga imposto. Milhões de reais queimados para sustentar regalias apenas aos políticos, enquanto gritava ao povo palavras como democracia e igualdade. Hospital do setor privado pago com o dinheiro do povo para eles, enquanto o próprio povo morre nas filas dos hospitais públicos. Morrer em fila de hospital pode até não ser novidade, acredito que a situação sempre foi precária em nosso país. Porém ao dizer em uma campanha o quanto você melhorou a saúde do país e pagar sua própria cirurgia no Sirio-Libanês com o dinheiro dos outros, é no mínimo uma enorme hipocrisia. 

No caso de sua sucessora então, foi mais absurdo ainda. Há pessoas que votaram nela apenas porque ela é mulher. O que sexo da pessoa tem a ver com a competência administrativa necessária para se dirigir um país? E as condições financeiras, a classe social então? Não tem nada a ver com competência, mas sim com feridas. Feridas e inconsciência que elegem Lulas, Dilmas, Willies, Felicianos, ruralistas e por aí vai. E querem saber? Todos eles refletem algo de nós! Temos então que parar com estas vinganças e separações, nossas desforras pessoais influenciam diretamente na vida de todos. A vibração dos que querem privilégios por que ainda se sentem inferiorizados não é a vibração que trará o bem geral que buscamos. 

Agora, além dos desvios de verba, a moda são os políticos cortarem verbas da saúde e educação e darem aumento de salário para eles mesmos. Criarem leis para manter suas regalias e proteger a si próprios, escolher seus próprios julgadores, darem emprego a quem ajuda em seus esquemas e por aí vai. São tantos absurdos neste governo abusivo que, com a indignação das pessoas com a situação atual, vem agora mais uma onda de reação raivosa daqueles que querem uma mudança urgente apelando para um ou outro candidato. Temos que estar muito atentos para nossa postura nisso. 

Sinceramente não acho que alguns destes atuais seriam tão ruins quanto outros que já tivemos, mas mesmo que eles demonstrem pulso firme para fazer uma boa limpeza, não podemos mais arcar com alguém eleito na vibração da raiva, do rancor e da revolta. Eleger um candidato com raiva é querer se vingar da vingança do outro, o que ajuda a perpetuar o desequilíbrio no poder. 

Prestem atenção nesta situação: imaginem que depois de tudo o que trabalhamos para elevar a vibração do planeta e conquistamos em nível de consciência ainda há pessoas que querem diminuir a violência legalizando o porte de armas de fogo. Fazendo uma análise bem rápida sobre isso, me digam, quem é que produz e vende armas? Como é a vibração e quais são os interesses destas pessoas? Será mesmo que eles querem paz? Em que situação esta indústria ganha mais, na paz ou na guerra? Pensem! São fomentadores da guerra! No geral, as indústrias mais lucrativas são as mais macabras. Indústrias de armas de fogo, petroquímicas, mineradoras, farmacêuticas, cigarros, bebidas alcoólicas, pecuária, transgênicos, bancos, religião, todos que poderiam ser muito melhores mas não são e os que ainda contribuem para piorar o mundo em busca unicamente de dinheiro e poder, infiltrando seus tentáculos nos governos, controlando leis e economias, acumulando muito mais do que precisam e pouco se importando para o sofrimento alheio, a não ser em seus discursos marqueteiros. Prestem atenção nisso, quem lucra muito com a guerra, com a doença, com o vício, com o desmatamento, com a dívida, com a ignorância, com os milagres... Quem destes lucraria mais com um candidato ou com outro? 

Vejam amigos, meu intuito não é fazer discurso político, mas apenas trazer mais consciência para o assunto. Consciência, para quem não sabe, não é julgamento. Não é defender os fracos e oprimidos por causa das culpas e feridas que carregamos. Mas uma percepção ampliada de nós mesmos e de nosso entorno, do que nos motiva, nos controla, nos manipula e também das nobres justificativas que arrumamos para nos mantermos assim. Minha intenção então é alertar para que busquemos enxergar o que está por trás de nossos impulsos, escolhas e reações. Esta postura nos torna mais conscientes e menos manipuláveis. É importante atentar também para o que está por trás das posturas daqueles que iremos votar. O que os motiva? Por trás dos discursos “PPP” (Papo Padrão de Político) das campanhas, quais suas verdadeiras intenções? O que eles realmente farão quando estiverem no poder? 

Em muitos aspectos podemos ser muito diferentes uns dos outros, mas precisamos ter muito claro para nós que o mundo melhor que almejamos deve ser melhor para todos, onde é possível o convívio de todos. Não somos inimigos, estamos todos juntos nessa, inclusive juntos com estes políticos que, querendo ou não, nos representam. Somos todos humanos em primeiro lugar. E nestes tempos de eleição, é bom lembrar que somos todos brasileiros, precisamos nos unir! 

Sonhamos com alguém que possa melhorar radicalmente nosso país, porém não temos condições vibratórias de ter alguém assim ainda. Por enquanto, as feridas e inconsciência de cada um ainda manifestam dirigentes que têm suas limitações também. O caminho é um pouco mais longo, a mudança equilibrada e pacífica será aos poucos. 

Escrevo então pedindo a todos, vamos procurar nos aterrar e estarmos mais centrados, sermos mais disciplinados em nossas meditações, perdoar profundamente a nós mesmos e todo o nosso passado, respirar fundo e focar no amor de nossos corações. Enquanto fizermos das tripas nosso cérebro, nosso coração não se manifestará. 

Não deixem as maquinações da mente influenciarem no direcionamento do coração. Não pensem em votar já fazendo politicagem, do tipo “votar no menos ruim, mas que tem condições de ganhar daquele que seria pior que ele”. Sigam seus corações, seu chamado é sutil, mas ele é justo, sabe quem é melhor. Talvez votar em alguém menos provável, mas que seja mais equilibrado e tenha competência para administrar um país seja melhor que torcer por atitudes radicais que nos manteriam no desequilíbrio. 

Lembremos, um passo consciente de cada vez seguindo o coração é o que transformará não só o Brasil, mas todo o planeta! 

Uma bom futuro a todos! 

Namastê! 

Rodrigo Durante. 

Na Nova Terra... 

Nos dedicamos a ajudar as pessoas a transformarem suas vidas e expandirem suas consciências em equilíbrio, com técnicas de alinhamento espiritual e energético. Auxiliamos aqueles que pretendem viver segundo os princípios ascensionados da quinta e sétima dimensão, libertando-se das limitações e dificuldades da terceira e quarta dimensão. Todo conhecimento e sabedoria que adquirimos comprovamos em nossa própria vida e passamos adiante para que todos se beneficiem. Convido todos a lerem meu site, é http://www.nanovaterra.com.br

Sou facilitador do workshop de Meditação Transformadora, Alta Magia, Terapia Multidimensional e do workshop de Access Bars; idealizador, co-criador e facilitador do workshop de Cura Espiritual através dos Elohin da Criação. Praticante de TRF – Transmissão de Retorno à Fonte, Alta Magia, Reiki, Cura Eletrônica, Florais de Saint Germain, Terapia Multidimensional, Barras de Access e Cura Espiritual. Autor do livro “Vivendo o Despertar: da inconsciência e limitação para a plenitude do ser”. Tenho diversos artigos sobre consciência e autoconhecimento publicados no Brasil e no exterior. Atendo frequentemente clientes de todo o Brasil e de outros países como Austrália, Inglaterra, Portugal, Suíça, Alemanha, Nova Zelândia, Estados Unidos, Guatemala, Costa Rica, Chile e Japão. Estou sempre à disposição para atendê-los! 

Para esclarecer dúvidas e marcar cursos e atendimentos, por favor entre em contato pelo paz@nanovaterra.com.br

Gratidão!