quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Aprendendo com o fim de um relacionamento


Durante nossas vidas muitas mudanças acontecem e neste sentido são muitos os relacionamentos que terminam e começam.
Este período de término de um relacionamento traz grandes dificuldades para os envolvidos, pois ambos se sentem inseguros e muitas vezes responsáveis pelo outro, gerando culpa, medo de estarem errados em suas decisões e deixando uma abertura para que o laço continue forte entre os dois, principalmente no famoso segundo chakra.
É sábia e correta a atitude de não desprezar ou rejeitar a pessoa que foi nossa companheira e que por algum tempo tivemos tanta sintonia, mas devemos entender que cada um tem o próprio caminho, que o outro tem capacidade de cuidar-se sozinho e que não somos responsáveis pelo que o outro escolhe sentir. Estruturar-se sobre o próprio poder (e as próprias pernas) é o aprendizado de todos nós aqui.
Os relacionamentos que se vão geram consequências para seus envolvidos e o trabalho a ser realizado é de perdão e cura para as emoções e memórias geradas. O laço inferior entre os envolvidos é dissolvido e o sentimento resultante da cura é a gratidão e a aceitação, neutra, sem desejo.
Assim, o caminho individual de cada um continua e o relacionamento cumpre seu propósito.